quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Ed Motta - Dwitza


Ed Motta é atualmente um dos mais versáteis músicos do Brasil. O álbum Dwitza (2002-Universal Music) é um marco na carreira desse gênio da Soul Music: Sofisticado, elegante, rebuscado. Ed trabalha espetacularmente com o Jazz, Lounge, Funk, MPB & Soul Music, acompanhado de impecáveis músicos, tais como, Jota Moraes, Alberto Continentino, Fábio Fonseca, entre outros. Tocando vários tipos de teclados analógicos, a sua bela voz (Scats) pode-se dizer que é mais um importante instrumento neste trabalho que, em minha opinião, é um dos mais belos álbuns do gênero dos últimos tempos! THE KILLER ALBUM!!!

Faixas:
1. Um Dom Para Salvador
2. No Carrão Eu Me Perdizes na Consolação
3. Sus-Tenta
4. Doce Ilusão
5. Lindúria
6. Valse Au Beurre Blanc
7. Amalgasantas
8. A Balada do Mar Salgado
9. Coisas Naturais
10. Malumbuio
11. Madame Pela Umburgo
12. Cervejamento Total
13. Papuera
14. Instrumetida

Créditos:
Ed Motta: Rhodes, Wurlitzer, Hohner Clavinet, Guitars, Scats
Alberto Continentino: Electric & Acoustic Bass
Renato "Massa" Calmon: Drums
Jessé Sadock Filho: Flugelhorn
Lelei: Tenor Sax
Aldivas Ayres: Trombone
Fábio Fonseca: Arp Odyssey & Arp String Emsemble
Jota Moraes: Fender Rhodes, Vibraphone
Dom Chacal: Percussion
Jacques Morelenbaum: Cello


Download

3 comentários:

Sergio disse...

Se esse Dom Chacal for o mesmo (só)Chacal que acompanhou, durante alguns anos, o João Bosco, os quai vi num show, se não me falha, no Teatro Casa Grande aqui no Rio... É o melhor percussionista brasileiro, numa terra onde bebês nativos já nascem tocando pandeiro, tamborim e o ganzá. Pra se ter uma idéia, o Chacal que me refiro, conseguiu roubar o show do JB! Que toca um violão percutido como nenhum outro ser humano sabe tocar e é um showman inquestionável.

Mas vim tbm pra saber se baixou ou não a Nino Katamadze de quem falei no outro comentário. Façamos assim: se baixares, é só me pedir o complemento do álbum. Mas peça mesmo, sem problemas.
Um abraço.

marcelodonati disse...

Este Dwitza é um dos álbuns mais importantes de Ed Motta no cenário internacional.
E, de certa forma, mostra quase todas as vertentes do músico tijucano, além da vontade dele, nesse disco, de criar músicas que virem standards, clássicos para serem tocados em gigs variadas, atestando seu talento nato!

Anônimo disse...

És grande!